Projetos da Orquestra

A História da Orquestra de Sopro Eintracht, conta com passagens em que o foco do trabalho era amplamente voltado para estudantes, tanto em sua base de formação, quanto com iniciativas com foco na responsabilidade social, como o Projeto Sol Maior – ensinando música para a comunidade – e também, o Projeto Horizontes, voltado para a formação de uma orquestra de sopro jovem, através de oficinas. Essa iniciativa teve como base a valorização da música de todos os gêneros, enfocando do clássico ao popular.

Ambas as iniciativas estão momentaneamente suspensas, tendo em vista a necessidade de patrocínio financeiro para sua sustentação.

O Departamento de Música do Centro Cultural Eintracht desde a sua criação tem procurado promover e destacar a música instrumental, tendo como foco os jovens estudantes.

Esses projetos chegaram a envolver mais de 120 instrumentistas passaram pela formação e a filosofia da orquestra. Em 2006, o grupo estabeleceu um novo passo na metodologia de trabalho com a ideia de “Orquestra-escola”.

A Eintracht, que sempre direcionou as atividades para a complementação do estudo individual dos integrantes com a prática de câmara, foca sua metodologia com princípios como afinação, dinâmica, leitura e prática instrumental com um material didático pesquisado exatamente para desenvolver cada um desses fundamentos nos naipes de instrumentos e em grande grupo.

A proposta sempre foi de fazer da Eintracht uma referência na formação de jovens instrumentistas para o seu encaminhamento profissional em orquestras de nosso estado e do país.